Coisas que irritam o visitante do seu web site

Hoje em dia ter um blog ou um site já não é mais privilégio de ninguém. Com centenas de ferramentas de construção disponíveis, gerenciar um site ficou muito mais fácil e ao alcance de todos. É possível mudar o layout, acrescentar ferramentas e transformar as páginas em verdadeiras centrais de entretenimento.

Mas, o que muitos não percebem é que, ao entupi-lo com ferramentas e funcionalidades diversas, sem muita relação com o conteúdo, seu site poderá acabar sendo visto como um péssimo exemplo do que existe de mais irritante na web. Listamos alguns dos aspectos mais desagradáveis que uma página pode ter. Será que você se enquadra em alguma delas?

Rádios online automáticas

Imagine a seguinte situação: você está ouvindo música clássica tranquilamente no seu PC quando, ao clicar em um link e abrir um site, seu fone de ouvido é invadido por um pagode ou forró. As rádios online automáticas, vinculadas a blogs ou sites, são um verdadeiro tormento para muitos usuários.

Embora alguns proprietários de blogs tenham a intenção de oferecer uma ferramenta complementar para o usuário, é pouco provável que quem acessa queira, de fato, ouvir o mesmo estilo musical disponível em um site não relacionado ao assunto. Além disso, alguns blogs escondem as opções do player em pontos distantes da página, obrigando o usuário a fechar o site ou perder um bom tempo procurando.

Anúncios em excesso

É natural que um site precise ter muitos anúncios. Afinal essa é a principal fonte de renda para vários deles. Mas o bom senso na hora montar um layout e dispor os banners publicitários é fundamental. Alguns sites não conseguem fazer uma distinção clara do que é conteúdo e do que é propaganda.

O resultado é um amontoado de links patrocinados e banners misturados com os textos, que confunde e dificulta a leitura de qualquer postagem. O excesso de poluição visual, com dúzias de anúncios piscando no canto da tela, é outro ponto negativo, que distrai a leitura e torna o carregamento de páginas mais lento.

Links ocultos

Não há nada mais frustrante do que entrar em um site para fazer um download e não conseguir sequer encontrar um link. Problemas como esse são muito comuns. Muitos sites ganham dinheiro quando o usuário clica em anúncios de contexto e, para potencializar essa possibilidade, acabam optando pela alternativa errada de confundir o usuário.

Assim, links de download são substituídos por links patrocinados e o usuário não consegue achar o que procura. Em alguns casos, você vai constatar que a página está ali apenas para a indexação do Google, sem disponibilizar nenhum link útil para o visitante.

Obrigatoriedade de cadastro

Você encontrou uma manchete que chamou a sua atenção, mas ao clicar no link descobre que é preciso fazer um cadastro para poder lê-la. Falta de agilidade e formulários obrigatórios de cadastro não combinam com a internet. Mesmo ao optar por fazer o cadastro, o usuário acaba sendo direcionado para outras páginas e acaba perdendo o link da notícia.

Fazer com que o usuário se cadastre em vários sites só aumenta a quantidade de logins e senhas necessárias para serem memorizadas. Uma dica importante é permitir a possibilidade de login a partir de uma rede social, como o Facebook ou o Twitter.

Popups

Como mencionamos acima, os anúncios são a principal fonte de renda de um site. Contudo, colocá-los agressivamente na tela do computador do usuário tem o efeito inverso, evitando que a pessoa clique ou simpatize com a propaganda. Os popups são campeões de incômodo e irritação, obrigando o usuário a clicar para fechá-los ou esperar o final de uma animação.

Mas nem sempre o botão de fechar está claro ou disponível. Em alguns casos, é preciso realmente esperar a exibição do anúncio. Ao tentar fechá-lo o usuário acaba abrindo novas páginas, ou ainda tira o usuário do link que ele realmente tinha interesse em acessar.

Conteúdo copiado

Ninguém gosta de ler um jornal com notícias de vários dias atrás. Apenas copiar conteúdo de grandes portais não leva ninguém a lugar nenhum. Em alguns casos, quando o autor não identifica a fonte original do texto, os usuários são levados a acreditar que a informação surgiu dali.

Para quem pesquisa assuntos específicos, encontrar postagens repetidas nos buscadores já é rotina. O melhor é sempre optar pelos sites que têm maior credibilidade. É a garantia de que você vai ler a notícia com o maior número possível de detalhes.

Integração com muitas de redes sociais

Integrar um site com redes sociais é fundamental. Assim é possível aumentar a visualização do conteúdo do seu site e garantir novos visitantes. Mas é preciso ficar atento e observar um limite. Alguns blogs oferecem integração com dezenas de redes sociais, o que acaba tornando confusa a vida de quem utiliza apenas as principais redes sociais.

Leve em consideração a seguinte máxima, adotada pela Apple: menos é mais. Escolha apenas aquelas redes sociais que realmente são significativas para você. Integrar o seu site com mais de cinco é um exagero que mais confunde do que ajuda.

Espelhamentos em links de downloads

Você já deve ter tentado baixar um determinado conteúdo em algum site e, quando clicou no link de download, viu que, em vez de baixar alguma coisa, foi redirecionado para outro lugar. Sites com links espelhados, com abertura de janelas secundárias ou que obriguem o usuário a cadastrar um número de celular são comuns.

Muitos usuários desistem no meio do caminho e outros, que acabam optando pelo cadastro, diversas vezes ficam sem o link de download. E não há nada mais irritante do que ter uma experiência de usuário frustrada. Nesses casos, é quase certo que essa seja a primeira e última visita do usuário neste site.

Conclusão

Podemos concluir que apenas o bom senso já ajudaria qualquer um a não cometer nenhum desses erros, que em certos sites ou blogs podem ser considerados imperdoáveis pelo usuário, fazendo-o memorizar o site como persona non grata.

Que outros problemas o deixam irritado ao navegar pela internet? Quais são os aspectos que mais lhe desagradam quando você acessa um site? Participe deixando a sua opinião nos comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>